A Agonia Dele e Nossa Comunhão
5 de abril
Em seguida, foi Jesus com eles a um lugar chamado Getsêmani e disse a seus discípulos: Assentai-vos aqui, enquanto eu vou ali orar.
Mateus 26:36, 38
5 de abril

Jamais poderemos avaliar por completo a agonia em Getsêmani, mas mesmo assim não será por essa razão que a devemos entender do modo errado. Trata-se duma agonia de Deus em homem, uma só Pessoa face a face com todo o pecado do homem. Em termos de experiência pessoal, nada sabemos sobre Getsêmani. Getsêmani e Calvário representam algo singular; são os portais da vida para qualquer um de nós.

Não era a morte na cruz que Jesus temia no Getsêmani. Ele declara enfaticamente que viera precisamente para morrer. No Getsêmani, ele temeu falhar como Filho do homem. Sair-se-ia bem como Filho de Deus — Satanás não poderia atingi-lo nesse Seu aspecto próprio; mas o ataque de Satanás visava a que Jesus vencesse apenas nesse aspecto; e isso significaria que ele não poderia ser o Salvador. Leia o registro da sua agonia à luz da tentação: “Apartou-se dele o diabo até momento oportuno”. No Getsêmani, Satanás voltou e saiu dali derrotado de novo. O último ataque de Satanás contra o Senhor como Filho do homem foi no Getsêmani.

A agonia do Getsêmani é a agonia do Filho de Deus no cumprimento do seu destino como Salvador do mundo. O véu rasgou-se por inteiro para revelar o que ele padeceu, para que pudéssemos ser feitos filhos de Deus. Sua agonia é a base da simplicidade de tudo quanto nos salva. A cruz de Cristo é um triunfo para o Filho do homem. Ela não foi apenas um sinal de que o Senhor triunfou, mas que triunfou para salvar a raça humana. Todo ser humano pode agora acercar-se da presença de Deus devido ao que o Filho do homem sofreu ali.

Bíblia em um ano: 1 Samuel 1-3; Lucas 8:26-56

Escrito por Oswald Chambers.

Confira mais devocionais escritos por Oswald Chambers, no original clicando aqui.

Texto retirado e traduzido de Utmost.org

Pode um Santo Acusar Deus de Falsidade?

Pode um Santo Acusar Deus de Falsidade?

Jesus contou a parábola dos talentos, narrada em Mat.25, como uma advertência de que é possível estimarmos erroneamente nossa capacidade. Essa parábola nada tem a ver com dons naturais, mas com o dom de Pentecostes do Espírito Santo. Não devemos medir nossa capacidade...

Esteja Atento Contra as Tentações Mínimas

Esteja Atento Contra as Tentações Mínimas

Joabe passou na grande prova; permaneceu absolutamente leal a Davi e não foi atrás do Absalão fascinante e ambicioso. Mas, ainda assim, perto do fim da sua vida, desviou-se e seguiu o covarde Adonias. Permaneça atento, pois onde alguém recuou é exatamente o ponto onde...

Prontidão

Prontidão

Quando Deus nos chama, muitos de nós nos confundimos com isso, como que perdidos num nevoeiro e nem respondemos sequer. Esta resposta de Moisés demonstrou que ele sabia onde estava e como estava. Disponibilidade significa um relacionamento integral com o Deus vivo e...

Share This