Você Pode Descer do Alto?
16 de abril
Enquanto tendes a luz, crede na luz.
João 12:36
16 de abril

Todos nós temos momentos nos quais nos sentimos no melhor das nossas capacidades e afirmamos assim: “Estou pronto para tudo; se pudesse sentir-me sempre assim!” Não fomos feitos com essa capacidade em nós. Esses momentos são daqueles momentos de percepção aos quais teremos que corresponder do mesmo modo quando não temos essa mesma disposição. Muitos de nós não nos sintonizamos bem com esta vida rotineira, quando são escassos os grandes momentos. Mas teremos de pautar nossa vida comum pelo padrão que nos é manifestado em grandes ocasiões.

Nunca se permita que o sentimento que o estimulou num grande momento desvaneça nem por um pouco. Não se coloque numa prateleira de descanso dizendo: “Que estimulante estar neste estado de espírito!” Aja imediatamente, faça qualquer coisa, mesmo quando não se inclina a fazê-la. Se numa reunião de oração Deus lhe mostrou algo que deve fazer, não se limite a prometer: “Eu o farei” mas faça-o imediatamente! Agarre-se a si mesmo pelo colarinho, arremessa para bem longe sua inaptidão. A preguiça sempre se dá a conhecer através dos anseios por grandes momentos. Falamos em esforçar-nos para alcançar a experiência do “monte”, mas precisamos aprender a viver no nosso dia-a-dia cinzento, mas em perfeito acordo com o que vimos no “monte”. Não se deixe esmorecer apenas porque ficou frustrado uma ou outra vez; volte a cara para a luta. Queime as pontes na sua retaguarda para não voltar atrás e firme-se de novo naquele compro­misso que fez com Deus quando esteve no alto. Não fique para reavaliar as suas decisões, mas trate de toma-las e empreendê-las à luz dos grandes momentos que teve.

Bíblia em um ano: 1 Samuel 30-31; Lucas 13:23-35

Escrito por Oswald Chambers.

Confira mais devocionais escritos por Oswald Chambers, no original clicando aqui.

Texto retirado e traduzido de Utmost.org

Adquira o Hábito de Não Ter Hábitos

Adquira o Hábito de Não Ter Hábitos

Quando começamos e estando nós ainda formando hábitos, temos consciência do que estamos fazendo. Há ocasiões em que tomamos consciência de que estamos sendo tornados virtuosos e pacientes espiritualmente, mas isso é apenas uma etapa de nossa vida; se pararmos por ali,...

Amemo-nos uns Aos Outros

Amemo-nos uns Aos Outros

O amor é pouco definido para a maioria dos crentes; não sabemos o que queremos dizer quando falamos sobre o amor. O amor é uma preferência exclusiva por determinada pessoa e, no campo espiri­tual, Jesus exige que essa preferência seja exclusivamente dele e como a...

Tome a Iniciativa

Tome a Iniciativa

"Associai": como se trata de uma ordem, conclui-se por aqui que há alguma coisa que nós temos de fazer. Corremos o risco de esquecer que não podemos fazer o que é Deus quem tem de fazer e que Deus não faz aquilo que temos de ser nós a fazer. Não podemos salvar-nos nem...

Share This